Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
Relogio

Monte seu próprio LTSP (Linux Terminal Server Project)

Ir em baixo

Monte seu próprio LTSP (Linux Terminal Server Project)

Mensagem  juk em Dom Jun 30, 2013 1:48 pm

Recentemente, nós do Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) da Prefeitura de Sobradinho/BA, implantamos um Linux Terminal Server (LTSP) na nossa Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SEAMA). Ao enviar o artigo que postei no meu Blog laudivan.info ao Vinícius, ele logo percebeu que seria bem melhor compartilhar a experiência com um tutorial a apenas postar a notícia da nossa realização: Boa Vinícius! Aqui vai o tutorial, espero que apreciem!

A iniciativa de usar o LTSP mostra-se interessante pela redução do custo de aquisição de computadores novos, mas além da economia há outras vantagens em se montar um LTSP Server:

redução do impacto da TI sobre o meio ambiente com o aproveitamento maquinas velhas evitando o aumento do lixo tecnológico;

redução do consumo de energia, pois os terminais não precisam de disco rígido e exigem muito pouco do hardware;

simplicidade de administração já que todas as tarefas administrativas são feitas em uma máquina local, o LTSP Server;

uso de software livre garantindo a independência de fornecedores, a redução de custos com licenciamento de software, dentre outros motivos.

Eu ainda posso adicionar, no caso do DTIC, o componente “motivação” da equipe que ficou animada por ir além dos serviços de suporte e manutenção de computadores.

Preparação do Ambiente

Deixando a conversa de lado, vamos ao trabalho!

Para a instalação do LTSP utilizaremos a topologia proposta pela imagem abaixo onde uma placa de rede do servidor será utilizada para acesso à sua rede ou Internet e outra para os terminais leves.

ltsp1

O LTSP Server deve ter, além das duas placas de rede, um bom processador e a quantidade de memória mínima conforme a quantidade de terminais leves obedecendo à seguinte fórmula da documentação oficial do projeto Ltsp.org:

RAM do Servidor = 256Mb + (192Mb x Nº de Terminais)

Particularmente, recomendo configurações bem menos modestas. Como este documento tem algum tempo e os software atuais requerem mais do hardware, sugiro ao menos algo do tipo:

RAM do Servidor = 1Gb + (256Mb x Nº de Terminais)

Para o projeto do DTIC/SEAMA nós usamos um Core i7, com 16Gb de RAM e uma placa aceleradora bem animadora.

Para os terminais leves quase não há exigência de hardware, basicamente você precisa de pouca memória (32Mb é suficiente), nenhum disco, uma placa de rede e, preferencialmente, suporte a boot pela rede com PXE.

Instale o Ubuntu

Primeiramente, vamos instalar o Ubuntu no LTSP Server. Se o computador for usado apenas para este fim você não terá dificuldades com esta etapa e, por não ser o objetivo deste artigo, deixarei esta etapa contigo. ;-)

Aqui vamos instalar o Ubuntu 12.10 mas no projeto do DTIC/SEAMA preferímos a última versão Long Term Suport (LTS), a 12.04.

Configuração Inicial do Servidor

Configure as placas de rede conforme o seu ambiente. Para este tutorial usaremos a placa eth0 para acesso à Internet por meio de um servidor dhcp pré-configurado e a eth1 receberá o ip 172.16.0.1 que será rede utilizada pelos terminais leves.

Mas um detalhe, no caso da placa eth1 a configuração deve ser feita diretamente no arquivo /etc/network/interfaces afim de evitar problemas na inicialização dos serviços LTSP.

Abra o arquivo com o comando:

sudo gedit /etc/network/interfaces

E altere seu conteúdo do arquivo para que fique assim:

auto lo

iface lo inet loopback

auto eth1

iface eth1 inet static

address 172.16.0.1

netmask 255.255.255.0

Instale e configure os pacotes necessários

Após instalar o Ubuntu e iniciá-lo pela primeira abra o terminal para instalar os pacotes necessários. Nesse ponto é importante você ter acesso a uma conta de usuário com permissões administrativas – que possa rodar o sudo.

Comece atualizando a lista de pacotes com:

sudo apt-get update

Instale o pacote ltsp-server-standalone e pode deixar as depedências que o apt-get resolve para você:

sudo apt-get install ltsp-server-standalone

Há outros pacotes com ltsp no nome, inclusive ltsp-server, mas não serão necessários e todos eles requerem uma dose extra de complexidade.

Agora realize as configurações necessárias: no nosso caso basta ajustar os arquivos /etc/ltsp/dhcpd.conf e /etc/default/isc-dhcp-server. Para isso abra o arquivo /etc/ltsp/dhcpd.conf com o seguinte comando:

sudo gedit /etc/ltsp/dhcpd.conf

E altere seu conteúdo para que fique assim:

authoritative;

subnet 172.16.0.0 netmask 255.255.255.0 {

range 172.16.0.20 172.16.0.250;

option domain-name “ltsp”;

option domain-name-servers 172.16.0.1;

option broadcast-address 172.16.0.255;

option routers 172.16.0.1;

option subnet-mask 255.255.255.0;

option root-path “/opt/ltsp/i386″;

if substring( option vendor-class-identifier, 0, 9 ) = “PXEClient” {

filename “/ltsp/i386/pxelinux.0″;

} else {

filename “/ltsp/i386/nbi.img”;

}

}

Agora abra o arquivo /etc/default/isc-dhcp-server:

sudo gedit /etc/default/isc-dhcp-server

E altere para que fique assim:

INTERFACES=”eth1″

Crie a Raiz e as Imagens para os clientes

Pronto, agora é so criar a raiz para os arquivos dos terminais leves com o seguinte comando:

sudo ltsp-build-client –arch i386

Aproveite para ir fazer alguma outra coisa pois essa etapa deve demorar um pouco.

Vocẽ pode alterar pacotes nesta raiz usando o comando ltsp-chroot, mas só faça isso se souber bem o que está fazendo. Sempre que fizer isso deve lembrar-se de atualizar a imagem com o comando:

sudo ltsp-update-image –arch i386

Neste ponto é interessante reiniciar o LTSP Server para que todos os serviços sejam iniciados e as alterações devidamente aplicadas.

Configure os Boots dos Terminais Leves

Estamos quase lá!

Já está na hora de dar o boot nos terminais leves: Acesse a BIOS de cada um deles (geralmente usando a tecla DEL ou F2) e vá nas opções de BOOT.

A imagem abaixo mostra como ficou a sequência de inicialização de uma das máquinas:

ltsp2

Agora é só iniciar os terminais!

Últimas Considerações

Não esqueça de criar os usuários e evite usar um usuário ao mesmo tempo em diferentes terminais. Você também pode encontrar dificuldades ao executar a interface padrão do Ubuntu nos terminais leves em virtude da falta de aceleração 3D. Uma solução é, na hora do login, selecionar a opção Ubuntu 2D ou outro desktop que não necessite deste recurso.

http://sejalivre.org/monte-seu-proprio-ltsp-linux-terminal-server-project/
avatar
juk

Mensagens : 226
Data de inscrição : 02/04/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum